23-12-2020

Designação do projeto | MURAL18

Código do Projeto | LISBOA-04-2114-FEDER-000065

Objetivo principal | Promover a oferta de programação cultural em rede nas mais diversas vertentes artísticas e a promoção e divulgação do património cultural e natural existente nos 18 Municípios da AML.

Região de Intervenção | Concelho de Cascais

Entidade beneficiária | Município de Cascais

Data de aprovação | 28-10-2020

Data de início | 03-07-2020

Data de conclusão | 31-08-2021

Custo total elegível | 1.734.417,04 € 

Apoio financeiro da União Europeia | FEDER - 1.500.000,00 €

Custo total do Município | 87.370,00 €

Apoio financeiro ao Município | 71.240,47 €                                     

Estado atual | Execução física concluída

 

Resumo: 

 

A candidatura MURAL 18, apresentada em conjunto pela Área Metropolitana de Lisboa e pelos seus 18 Municípios, foi aprovada em 28/10/2020, com um investimento total elegível de 1.734.417,04 €, a que corresponde um financiamento total de 1.500.000,00 €, cabendo a cada Município de forma igualitária, uma comparticipação de 71.240,47 €.

O Projeto MURAL18, integrado no Projeto Metropolitano “Programação Cultural em Rede”, visa a oferta de programação cultural nas mais diversas vertentes artísticas e a promoção da divulgação do património cultural e natural existente nos 18 Municípios, através da programação cultural em rede a nível intermunicipal e regional, com elevado impacto em termos de projeção da imagem das regiões.

Dada a atual situação pandémica, o Projeto MURAL18 assume um importante contributo para a revitalização de novos públicos e constitui igualmente uma resposta emergente às necessidades dos artistas, adaptada ao atual contexto, por se verificar um défice nos espetáculos existentes.

O Projeto MURAL18 é criado em Cascais, com o intuito de oferecer uma ampla opção cultural, complementar à programação regular e assim, ampliar a oferta artística dentro do Concelho, de forma a contribuir para o aumento, diversidade e descentralização do público, bem como do objeto artístico. Pretende-se que o Projeto constitua uma oportunidade para novas linguagens, novas correntes, em que o público encontre possibilidade de aceder a novas propostas e a uma oferta cultural continua. Trata-se de um projeto que pretende dar a conhecer novos artistas com propostas inovadoras, bem como também artistas e espetáculos já existentes que tenham marcado de forma positiva. 

O Auditório Fernando Lopes-Graça, que acolherá os múltiplos espetáculos e criações artísticas deste projeto, constitui um espaço privilegiado e polivalente, com capacidade de espetáculo no seu interior e também no exterior com uma plateia de 700 lugares, rodeada por um amplo jardim, que permite uma diversidade de programação e que facilita no atual contexto de pandemia, a capacidade de resposta às normas de segurança impostas pela Direcção-Geral de Saúde.

Logos Site.png